[adrotate banner="2"]

Local onde encontraram material radioativo furtado não foi contaminado

O terreno onde foi localizada nesta sexta-feira (5) a embalagem de parte do material radioativo furtado em São Paulo não foi contaminado. O local, um desmanche abandonado de carros, fica na Cidade Tiradentes, bairro da zona leste da capital paulista. 

Por não apresentar risco à população, a área já foi liberada pela Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN), que examinou o local na sexta-feira e na manhã deste sábado (6). O Corpo de Bombeiros, que auxiliou no exame do local, chegou a utilizar roupas especiais de proteção (Tyvek). 

No terreno foi encontrado apenas o balde aberto e a tampa. O conteúdo, a blindagem de um gerador de 99Mo/99mTc (molibdênio/tecnécio) exaurido, não foi localizado. Ainda estão desaparecidos outros três baldes com blindagens de geradores 99Mo/99mTc exauridos, e um quinto balde onde há um gerador 68Ge/68Ga (germânio/gálio) ativo. O balde e a tampa encontrados foram levados para o Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen). 

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), as investigações permanecem na 49º DP, que realiza diligências visando à identificação da autoria do furto e recuperação total da carga.

O material radioativo estava em uma picape Volkswagen Saveiro furtada na madrugada do dia 30 de junho.

“Segundo o Código de Conduta em Segurança de Fontes Radioativas da Agência Internacional de Energia Atômica (Iaea), a fonte [os geradores], por sua baixa atividade, se enquadra na categoria 4, representando risco radiológico muito baixo para a população e o meio ambiente”, esclareceu em nota a Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN).

De acordo com a comissão, apesar da baixa atividade da fonte, a manipulação inadequada e de forma constante pode causar danos à saúde da pessoa que manusear os objetos.

Segundo a CNEN, o veículo furtado estava sendo utilizado pela empresa de transporte Medical Ald, que tem Plano de Proteção Radiológica para Transporte aprovado pela Comissão. A empresa de transporte estava à serviço da R2pharma Radiofarmácia Centralizada Ltda.

“Segundo relatos, o veículo transportava a fonte geradora de radiofármacos rumo às cidades de Curitiba e Blumenau (SC) para uso médico. A fonte de Germânio/Gálio (68Ge/68Ga) foi fabricada pela empresa Eckert & Ziegler”, disse a CNEN.

“Consta que, por imprudência do motorista, que decidiu levar o automóvel para local diverso do pátio seguro onde o veículo deveria ficar abrigado durante à noite, o veículo foi furtado”, acrescentou a comissão.

No momento em que foram furtados, o veículo e o material radioativo estavam sinalizados com o símbolo internacional de radiação ionizante. 

“Alertamos a população para, caso encontre o material radioativo, mantenha distância segura e contacte imediatamente a CNEN pelos telefones (21) 98368-0734 ou (21) 98368-0763 e também a polícia”, informa a CNEN.

Fonte: Agência Brasil

[adrotate banner="6"]
spot_img