[adrotate banner="2"]

Áreas de lazer passam por reformas no Plano Piloto

Os parques infantis da região do Plano Piloto estão passando por reformas com serviços de limpeza, capina e serralheria, além de pintura dos equipamentos. A iniciativa é realizada pela Administração Regional do Plano Piloto, que conta com equipe própria e com a mão de obra de reeducandos.

As áreas de lazer são frequentadas principalmente pelas crianças e famílias, que aprovam a iniciativa. Desde janeiro, 18 parquinhos infantis foram contemplados com as obras, inclusive com a substituição da areia.

O administrador regional do Plano Piloto, Bruno Olímpio, explica que a ação começa com uma limpeza geral dos espaços, para depois renovar os parquinhos, inclusive com o conserto de alambrados. Para manter tudo em ordem, ele aposta na busca de parcerias com a comunidade.

“Estamos seguindo um cronograma de ações de benfeitorias em toda a região. A questão das áreas de lazer tem sido uma demanda da população que estamos atendendo conforme disponibilidade de material, já que empregamos a mão de obra de reeducandos, o que não gera custo. Além disso, é preciso que a comunidade também seja parceira e denuncie possíveis vandalismos nos espaços”, enfatizou Bruno Olímpio.

Desde janeiro, 18 parquinhos infantis foram contemplados com as obras, inclusive com a substituição da areia

A professora Izadora Lucena, 42 anos, mãe da pequena Maria Clara, 3, diz que as reformas são necessárias e importantes para toda comunidade, mas alerta que todos devem colaborar, principalmente evitando que os pets sujem a areia dos espaços. “A areia antiga do parquinho estava suja. Essa é uma responsabilidade dos donos, pois aqui temos crianças que usam esses espaços e temos que conservar”, chamou a atenção a moradora da Asa Sul.

Recuperação

As quadras 104, 105, 106, 111, 115, 204, 206, 207, 212, 303, 406, 411 e 412, da Asa Sul; e 112, 206, 412, 709 e 712, da Asa Norte, já tiveram os parquinhos recuperados. A previsão é de que também sejam realizadas obras em outros espaços.

*Com informações da Administração Regional do Plano Piloto

Fonte: Agência Brasília

[adrotate banner="6"]
spot_img