Com fim dos desvios, Viaduto do Riacho Fundo tem retorno reaberto

As equipes do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-DF) cumpriram mais uma importante etapa na obra do Viaduto do Riacho Fundo. A partir desta sexta-feira (23), quem passar pelo local perceberá um trânsito mais fluido e organizado. Isso porque foi desfeito o desvio e o retorno foi reaberto. A liberação no trânsito beneficia cerca de 100 mil motoristas que trafegam diariamente pelo local. Para a construção dos viadutos, o Governo do Distrito Federal (GDF) investe R$ 22,3 milhões.

Para quem passa pelas obras todos os dias, a liberação da via e os novos retornos são duas notícias que dão ainda mais ânimo em ver o projeto saindo do papel, como é o caso da atendente Manuela Ferreira, de 23 anos. “Eu fiquei muito feliz quando soube dessa novidade. Vai ser uma maravilha porque a gente tem que andar muito para conseguir pegar o outro lado da via. Vai facilitar bastante a nossa vida e, depois que inaugurar, vai melhorar ainda mais”, avaliou.

Antes de realizar a liberação da via, as equipes do DER trabalharam na pintura, na limpeza e na topografia da pista. No elevado sentido Samambaia, a fase de escavação deve começar nos próximos dias. Já no outro viaduto, os trabalhos seguem na fase de concretagem e de execução da viga de coroamento, responsável por uniformizar os deslocamentos da contenção.

“Na última segunda-feira (19), concluímos a fase de encabeçamento do viaduto. Nós preenchemos com o material específico e colocamos asfalto para liberar trânsito. Hoje, nós finalizamos a pintura para acabar com esse desvio único e reabrir os retornos que saem do Riacho Fundo e vão para Samambaia e o que vai sentido Plano Piloto”, afirmou a engenheira e fiscal da obra, Sandra Martins.

“O trabalho continua. Nas próximas semanas já vamos entrar na fase de escavação. Estamos apenas esperando a chuva dar uma trégua para já iniciarmos as atividades”, anunciou a engenheira.

Além de impactar positivamente os milhares de motoristas que utilizam uma das principais rodovias do DF, os viadutos também vão facilitar a vida do usuário do transporte público coletivo. O objetivo das obras é implantar o BRT na região e, portanto, expandir as viagens realizadas pelo veículo rápido.

Como vai ficar

Com a conclusão da obra, o balão próximo ao 21º Grupamento de Bombeiro Militar será eliminado. A rotatória atualmente é usada pelos motoristas para acessar a região administrativa e a Área de Desenvolvimento Econômico (ADE), em Águas Claras.

As pistas terão 200 metros de comprimento cada uma e facilitarão o acesso tanto para o Riacho Fundo quanto para a Área de Desenvolvimento Econômico (ADE), em Águas Claras.

Os viadutos em construção serão tipo trincheira (subterrâneos) e as escavações feitas por baixo servirão de retorno para atender os dois sentidos da EPNB – tanto Samambaia quanto para quem vai para o Plano Piloto. A obra será formada por duas passagens em formato de alças.

23/02/2024 - Com fim dos desvios, Viaduto do Riacho Fundo tem retorno reaberto

Fonte: Agência Brasília

spot_img
spot_img
spot_img