[adrotate banner="2"]

Cras Volante leva benefícios sociais ao Núcleo Rural Rio Preto

Solicitação do Cartão Prato Cheio e atualização do Cadastro Único (CadÚnico) foram os serviços mais procurados durante o mutirão volante do Centro de Referência de Assistência social (Cras) nesta terça-feira (5), no escritório da Emater-DF no Núcleo Rural Rio Preto, em Planaltina.

Cerca de 80 produtoras e trabalhadoras rurais, além de moradoras da região, foram atendidas pelos agentes da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes-DF) e ouviram palestras ministradas pela extensionista Regina Lima sobre convivência social e cuidados para a prevenção da dengue e de covid-19.

“Estamos aproveitando a grande concentração de mulheres rurais que estão aqui hoje em busca de resolver e acessar os benefícios sociais dos governos local e federal para darmos informações importantes sobre como cultivar um relacionamento saudável uns com os outros e sobre cuidados com a saúde. Estamos vivendo um momento de alerta com muitos casos de dengue e precisamos adotar medidas em casa para conter a proliferação do mosquito Aedes aegypti”, afirmou Regina Lima.

“Essas ações intersetoriais permitem ampliar a nossa rede de proteção social”

Ana Paula Marra, secretária de Desenvolvimento Social

Parceria

“A parceria com a Emater tem sido um suporte importante para garantir a oferta de benefícios e serviços socioassistenciais às famílias vulneráveis que moram no campo. Por meio dessa cooperação, conseguimos fazer inscrição e atualização do Cadastro Único dos produtores rurais e temos apoio para planejar as ações da nossa equipe do Cras Móvel nas localidades mais afastadas e de maior vulnerabilidade social. Essas ações intersetoriais permitem ampliar a nossa rede de proteção social”, pontua a secretária de Desenvolvimento Social, Ana Paula Marra.

Além do Cartão Prato Cheio, campeão em número de solicitação, as mulheres rurais que foram atendidas pelos agentes da Sedes durante o Cras Volante fizeram atualização de endereço no CadÚnico, solicitaram carteira do idoso, comprovaram perfil familiar para acesso aos programas sociais do governo federal e do GDF. A parceria entre a Emater-DF e a Sedes na realização dos mutirões do Cras Volante visa levar políticas públicas às pessoas que moram longe das cidades e têm dificuldade de ir até uma unidade do Cras nas regiões administrativas.

Ana Lúcia Gomes de Santana mora com dois filhos e a neta no Núcleo Rural Rio Preto e foi até o escritório da Emater-DF para se recadastrar no Cartão Prato Cheio, que venceu mês passado. O benefício de R$ 250 mais o valor do Bolsa Família complementam a renda vinda de eventuais serviços de faxina. Há dois anos, Ana Lúcia luta contra uma hérnia umbilical que provoca sangramentos e a impede de pegar peso.

Para a moradora rural, a parceria entre Cras Volante e Emater-DF gera um grande benefício para a população. “Quando tenho que ir para Planaltina, tenho que pagar um carro de aluguel que fica caro. Por causa do meu problema não posso pegar peso e tenho de levar minha neta para minha filha poder estudar. Essa facilidade ajuda muito a gente que mora longe. Hoje consegui pedir o Cartão Prato Cheio de novo e fui muito bem-atendida”, elogia Ana Lúcia.

Já Luciana Oliveira buscou o mutirão para solicitar o Cartão Prato Cheio que ainda não recebe e também para atualizar o novo endereço no CadÚnico. Mãe de Gabriel Santos, 3, Luciana avalia como “muito importante” a ação para as pessoas na área rural. “É difícil agendar um horário no Cras da cidade e aqui foi rapidinho. Com certeza é de grande ajuda para as famílias que precisam”, comenta.

*Com informações da Emater

Fonte: Agência Brasília

[adrotate banner="6"]
spot_img