[adrotate banner="2"]

Estudantes de Ceilândia recebem certificados do Cidadania na Escolas

A Secretaria de Justiça e Cidadania realizou, neste sábado (11), duas cerimônias de entrega dos certificados do Programa Cidadania nas Escolas aos estudantes participantes. Os eventos ocorreram simultaneamente nos CEUs das Artes da QNM 28 e da QNR 02, em Ceilândia.

Foram contempladas 11 escolas de Ceilândia: Centros de Ensino Médio 02 e 10; Escolas Classe 03, 10, 65 e 68; Centro Educacional 15 e Centros de Ensino Fundamental 02, 10, 16, 27.

“Projetos como esse vêm para dizer que nós estamos juntos aprendendo a lidar com nossas crianças e adolescentes. Nossos jovens hoje passam por situações diversas e muitas vezes nós ficamos confusos sobre como reagir. Mas, enquanto governo, vamos juntos cuidar dessas crianças através de uma educação cidadã”

Marcela Passamani, secretária de Justiça e Cidadania

A secretária de Justiça e Cidadania, Marcela Passamani, explicou que o Cidadania nas Escolas atua em conjunto não só com os professores, mas também com os pais na missão de educar as crianças e adolescentes. “Projetos como esse vêm para dizer que nós estamos juntos aprendendo a lidar com nossas crianças e adolescentes. Nossos jovens hoje passam por situações diversas e muitas vezes nós ficamos confusos sobre como reagir. Mas, enquanto governo, vamos juntos cuidar dessas crianças através de uma educação cidadã.”

No sentido de colocar a Sejus/DF à disposição dos pais e responsáveis, a titular da Sejus fez questão de relembrar que o CEU das Artes, sede do encontro deste sábado (11), está com vagas disponíveis para realização de atividades como teatro, karatê, jiu-jítsu, cinema e muitas outras. “Enquanto os senhores estiverem trabalhando, seus filhos podem vir para cá no contraturno escolar. Tudo à disposição de vocês, totalmente de graça, com um grande quadro de professores.”

A estudante Lígia Figueiredo, que frequenta o CEU das Artes da QNR 02, disse que se impressionou com a variedade de atividades disponíveis no centro. “Aqui tem esporte, robótica, informática, artes marciais. É algo muito completo e que atende a região periférica, já que não fica no centro da cidade”, contou. A jovem também já foi atendida pelo Cidadania nas Escolas e considerou o programa de suma importância. “Quando os profissionais chegaram, muita gente ficou com dúvida. Mas, com o passar das aulas, nós, estudantes, passamos a entender melhor e aprendemos bastante”, completou.

O projeto

O Cidadania nas Escolas tem a proposta de realizar seis encontros nas instituições de ensino, envolvendo comunidade escolar, equipes gestoras, corpo docente, alunos e pais ou responsáveis. Esses momentos incluem metodologias diversificadas com bate-papos, dinâmicas interativas, contação de histórias, cine debates e outros.

O foco é desenvolver a conscientização e a reflexão quanto às violências e violações de direitos que perpassam a rotina escolar, envolvendo temas como prevenção às drogas, gravidez na adolescência, violência sexual contra crianças e adolescentes, direitos humanos e cidadania, promoção da cultura de paz nas escolas e prevenção à violência conta as mulheres.

O Cidadania nas Escolas começou em 2023 com atividades em cinco regiões administrativas. Em cada localidade, o trabalho foi realizado de quatro a seis escolas, contempladas pela iniciativa. Em novembro, foi realizado evento para entrega dos certificados aos estudantes de Santa Maria e Itapoã. Em dezembro, foi a vez dos participantes de São Sebastião, Recanto das Emas e Samambaia se reunirem para o recebimento dos certificados.

*Com informações da Sejus-DF

Fonte: Agência Brasília

[adrotate banner="6"]
spot_img