[adrotate banner="2"]

Mais de 30 mil pacientes com suspeita de dengue são atendidos nas tendas de acolhimento

As 11 novas tendas de acolhimento montadas pelo Governo do Distrito Federal (GDF) para atender casos suspeitos de dengue já receberam 30.764 pacientes. Somente nesta sexta-feira (10) mais de 1.4 mil pessoas passaram pelos espaços.

As tendas inauguradas funcionam todos os dias da semana de forma semelhante a hospitais de campanha para facilitar o acesso da população a exames e consultas. Em três tendas, o atendimento é ininterrupto, 24 horas por dia; nas demais, é das 7h às 19h.

As tendas com o maior número de acolhimentos nas últimas 24 horas foram a de Planaltina, com 205 atendimentos, e do Paranoá, com 167. Em cada uma das tendas, há mais de 60 profissionais da saúde para atender uma média de 150 pessoas por dia

Dos 1.423 atendimentos, 981 foram adultos, 442 atendimentos pediátricos e outros 11 pacientes foram transferidos para unidades da rede pública de saúde em razão do agravamento do quadro clínico da doença.

As tendas com o maior número de acolhimentos nas últimas 24 horas foram a de Planaltina, com 205 atendimentos, e do Paranoá, com 167. Em cada uma das tendas, há mais de 60 profissionais da saúde para atender uma média de 150 pessoas por dia.

Esses espaços funcionam diariamente e estão estrategicamente posicionados próximo a hospitais regulares, unidades de pronto atendimento (UPAs) e unidades básicas de saúde (UBSs), a fim de garantir um atendimento mais rápido aos pacientes sintomáticos da doença e, consequentemente, reduzir a pressão sobre o Sistema Único de Saúde (SUS).

‌Funcionamento 24 horas
→ Gama – estacionamento do hospital regional (HRG)
→ Guará – em frente à UBS 1
→ Paranoá – estacionamento do Hospital da Região Leste

Funcionamento das 7h às 19h
→ Plano Piloto – estacionamento do Hospital Regional da Asa Norte (Hran)
→ Vicente Pires – estacionamento da Unidade de Pronto Atendimento (UPA)
→ Varjão – atrás da UBS 1
→ Taguatinga – estacionamento do ambulatório do hospital regional (HRT)
→ Planaltina – na policlínica da região
→ Águas Claras – estacionamento da UBS 1 do Areal
→ Ceilândia – estacionamento do hospital regional (HRC)
→ Samambaia – estacionamento da UBS 7.

Fonte: Agência Brasília

[adrotate banner="6"]
spot_img