Rede de coleta de esgoto é ampliada no Riacho Fundo

No Riacho Fundo, a Caesb ampliou as tubulações das redes coletoras que transportam os resíduos até as estações de tratamento de esgoto (ETEs) antes do retorno adequado ao meio ambiente. Iniciadas no início deste mês, as obras já foram entregues.

“Atendemos a um pedido da comunidade do Riacho Fundo e realizamos esta obra para levar mais qualidade de vida à região”, afirma o presidente da Caesb, Luís Antônio Reis. “Sabemos o quanto é necessário garantir a saúde pública em uma localidade que cresce todos os dias.”

As novas redes evitarão o extravasamento do esgoto e facilitarão o trabalho preventivo das equipes de manutenção, que fazem sistematicamente com equipamento especializado a limpeza das redes coletoras de esgoto. O investimento de R$ 324 mil contemplou a construção de 480 metros de tubulação em PVC de 200 mm de diâmetro, que vão beneficiar as quadras CLS 4, conjuntos 4A, 4B, 4C, 4D; QS 4, conjuntos 2, 4 6, 8 e 10 e QS 14, conjuntos 2A, 4A, 6A, 8A e 10A.

Cuidados necessários

Também foram construídos poços de visita (PVs) com menor distanciamento entre cada um, facilitando futuras manutenções necessárias ao sistema. A Caesb lembra que as redes de esgoto são projetadas para receber apenas os resíduos produzidos pelos imóveis. Por isso, não devem ser jogados lixo, areia, óleo, sacos plásticos, pneus, sofás, fraldas descartáveis ou restos de obras nas tubulações da Caesb.

O mau uso da rede de esgoto com descarte de resíduos sólidos é a principal causa dos extravasamentos. Apenas em 2023, as equipes de manutenção da Caesb executaram 44 mil desobstruções, lavaram 600 mil metros de rede e retiraram 850,75 toneladas de detritos das tubulações, o que equivale a 170 caçambas de entulho.

Obras em 2024

Estão previstos investimentos de R$ 250 milhões em todo o DF neste ano para ampliar o acesso à água e ao esgotamento sanitário e aprimorar o atendimento para toda a população.

Já estão em andamento as obras de ampliação da reservação e transferência de água da Estação de Tratamento de Água (ETA )Lago Norte para Sobradinho, Grande Colorado e Fercal, o aumento da produção de água em 40 l/s para a região de Brazlândia, com captação no Córrego Olaria, e reformas nas barragens do Descoberto e de Santa Maria.

Com investimento de R$ 90 milhões, também estão em construção a Subadutora de Água Tratada Gama, que melhorará o abastecimento de água de São Sebastião, Morro da Cruz, Tororó, Mangueiral, Jardim Botânico e Lago Sul, integrando os sistemas Corumbá, Gama e Descoberto e melhorando a qualidade de vida e a saúde pública.

 *Com informações da Caesb

The post Rede de coleta de esgoto é ampliada no Riacho Fundo appeared first on Agência Brasília.

Fonte: Agência Brasília

Últimas