Alunos da Etec criam projeto com estações meteorológicas de baixo custo





Sistema de coletas de dados climáticos desenvolvido por alunos da Etec Bento Quirino está entre semifinalistas de competição da USP



Gustavo Ferreira, Frederico Brenelli e Renato de Almeida exibem uma das estações meteorológicas

Na disputa por uma vaga na final da 22ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace), organizada pela Universidade de São Paulo (USP), estudantes da Escola Técnica Estadual (Etec) Bento Quirino, de Campinas, apostam em uma alternativa para as tecnologias de previsão do clima.

Com o projeto ‘Sistema de coleta de dados climáticos com triangulação de estações meteorológicas de baixo custo’, os alunos do Ensino Médio integrado ao Técnico de Eletrônica Frederico Brenelli, Gustavo Ferreira e Renato de Almeida concorrem entre os 500 trabalhos semifinalistas.

Os classificados irão avançar para a mostra presencial, que será realizada em março, na Cidade Universitária da USP, no campus Butantã, com outros 200 projetos, que também serão expostos em ambiente virtual. Entre os critérios para seleção dos finalistas estão criatividade e inovação; conhecimento científico do problema; forma de levantamento de dados e condução do projeto; além de profundidade da pesquisa, clareza na apresentação da documentação do projeto e na apresentação oral.

Eficiente e acessível

Desenvolvido como trabalho de conclusão de curso (TCC), o projeto consiste em um conjunto de estações meteorológicas portáteis que, por meio da triangulação de informações, oferece maior precisão nas medições dos dados atmosféricos de determinada área. Para tornar o custo acessível, o equipamento foi construído com materiais recicláveis, como cápsulas usadas de café, e peças produzidas em impressora 3D.

“Além de pensarmos em algo viável diante do orçamento que tínhamos para realizar o TCC, queríamos oferecer uma alternativa de baixo custo para propriedades rurais de pequeno porte, que nem sempre podem arcar com o valor das estações meteorológicas convencionais. O equipamento também pode ser útil à Defesa Civil”, relata Renato de Almeida.

Ambiente que estimula a criatividade

O projeto foi totalmente planejado e executado no Espaço Maker da Etec. Além de impressora 3D, o ambiente conta com quadros de design thinking, TV para apresentações, rede Wi-Fi de alta capacidade, máquina de corte a laser e computadores com softwares de desenho digital, entre outros equipamentos e ferramentas.

“Eles começaram o projeto no início de 2023. Passaram o ano inteiro no Espaço Maker imprimindo peças, montando e programando. No TCC, o que importa não é o protótipo, mas a viagem e as experiências para a construção”, avalia o orientador do projeto, Marcelus Guirardello.

Bentotec

O projeto se classificou para a semifinal da Febrace ao vencer a Feira de Ciências e Tecnologia da Etec, a Bentotec. O trabalho ficou com a primeira colocação na categoria Indústria e na classificação geral. Agora a expectativa é alcançar conquistas importantes também na competição da USP.

“Esperamos nos classificar para final. Nos esforçamos o máximo possível para levar algum prêmio da feira. Nossa intenção é entrar em contato com empresas e investidores com o objetivo de crescer no mercado”, planeja Renato.

Siga o canal “Governo de São Paulo” no WhatsApp:
https://bit.ly/govspnozap

Fonte: Governo do Estado de São Paulo

Últimas