Programação cultural tem várias atrações no fim de semana em Brasília

O fim de semana chega com opções de atrações culturais para todos os gostos, desde quem é fã de uma trilha na natureza pela manhã até para quem quer ficar sentadinho vendo um bom espetáculo à noite, ou apreciando uma exposição de obras de arte a qualquer hora do dia. Os eventos são incentivados pelas secretarias de Turismo (Setur) e de Cultura e Economia Criativa (Secec). Fique por dentro da programação!

Trilha no Cerrado

Neste sábado (24), a programação tem uma trilha com um grau mais elevado de dificuldade no Engenho das Lajes (Santo Antônio do Descoberto) às 9h. Com duração aproximada de 2h30 e 8 km de extensão, a trilha oferece a oportunidade de apreciar uma parte do Cerrado brasileiro.

A parceria da Setur com o Instituto Arvoredo faz parte do projeto Fazendinha Social, iniciado no início deste mês com o intuito de promover uma relação harmoniosa com a natureza por meio de trilhas e plantios de árvores, visando a uma conexão com o Cerrado brasileiro.

Os ingressos estão disponíveis na internet, e o Instituto Arvoredo também disponibilizará carona solidária para os participantes da trilha. Para mais informações, entre em contato com o telefone (61) 4103-0403 ou no grupo do WhatsApp, pelo mesmo número. A idade mínima para participar do evento é 18 anos.

Espetáculos

Nesta sexta-feira (23) e no sábado, a montagem de dança contemporânea e tecido acrobático O Labirinto de Vidro estará em exibição no Espaço Cultural Renato Russo, apresentada pelo Grupo Pele, às 20h. Os ingressos e mais informações sobre o espetáculo estão disponíveis nas redes.

Já neste domingo (25), o Espaço Cultural Renato Russo recebe o show Palhágica, com o palhágico Chou Chou. A fusão entre mágica e palhaçaria será apresentada às 16h na sala Marco Antônio Guimarães, e a venda de ingressos será destinada à instituição de caridade Colo de Vó, contribuindo para causas humanitárias e ações sociais.

Exposições

Para quem se encanta com a área das artes, diversas exposições estarão espalhadas pelo DF para contemplação neste fim de semana. Começa pelo Museu de Arte de Brasília, onde há uma escultura de três metros de altura com mais de mil borboletas de cerâmica, resultado de oficinas ministradas pelo artista plástico italiano Flavio Marzadro e pela ceramista Geusa Joseph em cinco escolas públicas voltadas para pessoas com deficiência (PcDs). É o projeto Borboletando, disponível até o dia 28 deste mês. Ainda nesse espaço, seguem expostas as 400 fotos vencedoras do Brasília Photo Show 2023.

O Museu Nacional da República traz, até 3 de março, a exposição Atualização do Sistema, que discute como dispositivos e ferramentas digitais intermediam as transformações da realidade. A exposição Aos Ventos que Hão de Vir também estará disponível no espaço, até 7 de julho, mostrando um recorte na coleção de artes visuais e no território ocupado pelo Museu Nacional.

Já no Espaço Cultural Renato Russo, segue até 3 de março a exposição Metamorfoses: Fluxo entre Cores e Formas, do pintor costa-riquenho-alemão Osvaldo Orias. As obras, que trazem impressões sobre a paisagem brasileira e suas influências centro-americanas e europeias, estarão disponíveis na Galeria Rubem Valentim. Na Galeria Parangolé, por sua vez, a exposição Formas de Capturar o Tempo fica até 24 de março, reunindo mais de 30 pinturas que ressignificam o olhar sobre a arquitetura de Brasília.

Festivais

A 3ª edição da Caravana Cultural Nota 10 chega a Brasília neste domingo (25), com a intenção de promover a cultura do hip-hop com shows, danças e performances teatrais realizadas em escolas públicas, espaços comunitários e unidades socioeducativas da capital. O evento está marcado para a partir das 15h, na Praça da Bíblia, em São Sebastião. Ao todo, serão 15 apresentações até 30 de abril, contemplando também Ceilândia e Planaltina.

E, desta sexta a segunda-feira (25), o Festival de Cultura Popular Sarau dos Angoleiros do Sertão é atação na Chácara Irmão Sol, situada na Rua 05, Chácara 12, Lago Oeste (DF). O evento apresentará uma variedade de atividades, incluindo oficinas de capoeira angola, samba rural, maculelê, reggae, samba, forró e coco de roda.

A entrada para o festival é gratuita, sendo necessária, por dia de evento, apenas a doação de 1 kg de alimento não perecível, destinado a apoiar comunidades locais em situação de vulnerabilidade. Será disponibilizado transporte gratuito saindo de hora em hora de locais estratégicos, como IFB, UnB Campus Asa Norte e Rodoviária do Plano Piloto. A programação completa está disponível nas redes sociais do evento.

 

Fonte: Agência Brasília

spot_img
spot_img
spot_img